my site my site my site

Uma pauta bem montada pode tornar a reunião pedagógica mais eficiente

O papel do coordenador na liderança do encontro é fundamental para manter o foco nos assuntos relevantes para a discussão

SHARE
, / 0

coordenador pedagogico

As reuniões pedagógicas com os professores precisam ser muito bem organizadas para garantir sua produtividade. Para isso, o papel de liderança do coordenador é fundamental para que as discussões sejam focadas, sem deixar que assuntos paralelos tomem conta. “Nesse sentido, ter uma pauta bem montada, de preferência com uma apresentação e um check-list, ajuda que o coordenador mantenha o encontro na linha”, diz Alexandre Antonello, coordenador pedagógico do Sistema de Ensino CPV.

As primeiras reuniões do ano têm suas especificidades. Em janeiro elas servem para fazer o planejamento do calendário pedagógico e também da organização da instituição. Como resultado desses encontros, a coordenação deve ter uma lista de regras para comunicar aos pais. Essa relação vai desde a maneira de deixar e pegar os filhos, o uso do uniforme e a alimentação até as normas de disciplina.

O mês de fevereiro, com o início das aulas, deve ser destinado à observação. Isso porque a mesma lista entregue aos pais deve ser reavaliada na primeira reunião de março. É o momento para passar ponto a ponto, ver o que funcionou e o que precisou ser modificado. “É também o momento de olhar para as turmas, falar sobre a composição do grupo e o andamento das aulas”, explica Antonello.

A partir do próximo encontro, a reunião passa a ter um esquema comum para todos: inicia pela leitura da ata da assembleia anterior, entra nos assuntos específicos da data e encerra com assuntos gerais. Retomar a ata é importante para que se faça a avaliação dos ajustes propostos e novos acertos caso necessário. Os assuntos específicos vão desde comemorações, como dia das mães, até orientações aos professores, como a indicação da conduta para a reunião com os pais. Em assuntos gerais entram as sugestões enviadas pelos professores. “Uma semana antes da reunião o coordenador recebe essas sugestões e avalia se elas entram ou não na reunião; se alguma delas for descartada, é importante que o professor seja avisado pessoalmente, antes do do encontro, e que ele entenda os motivos”, orienta Antonello.

Outra dica para ajudar no andamento das discussões é separar a reunião do Ensino Infantil e Fundamental I do encontro do Fundamental II e Ensino Médio. “As demandas dos pais e alunos do primeiro grupo são bastante diferentes das do segundo, então uma reunião única vai acabar deixando um deles ocioso por muito tempo”, finaliza Antonello.

Comentários

comentários

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN