Gestão Notícias

Faculdades filantrópicas representam 11% do total

Pesquisa realizada pelo Fonif identificou 286 faculdades filantrópicas; nota média dos estudantes ficou abaixo de 3%

A pesquisa realizada pelo Fonif (Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas), com base no ano de 2020, identificou no ensino superior 286 faculdades filantrópicas, que representam 11% do total. Na educação básica, foram identificadas 4.961 escolas nessa condição, o que forma 12% do total de instituições da rede privada, entre creches, educação infantil, fundamental e ensino médio. Os dados foram extraídos do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). 

Em 2020, o Censo Escolar apontou matrículas de 990.563 estudantes no ensino superior, 12% do total. Na educação básica, foram 1.569.315 crianças, 18% do total de alunos da rede privada. Segundo o Fonif, foram beneficiados 778 mil alunos, sendo 51 mil sem qualquer pagamento. E houve distribuição de 304 mil bolsas de estudo na educação básica.

Leia: Sem entidades beneficentes, vulnerabilidade social seria maior

No ensino superior, mais de 420 mil alunos estavam matriculados, em 2019, através de bolsas de estudos oferecidas pela instituição e pelo ProUni (Programa Universidade para Todos). Segundo o mesmo estudo, a nota média dos alunos foi 17% maior (índice de 1,17) que os demais da educação básica. No meio acadêmico, os estudantes das filantrópicas ficaram 3% abaixo.

O Fonif informa que o cálculo da contrapartida na área de educação considera o retorno total do valor da prestação de serviços das instituições na comparação com a imunidade tributária. No caso, o retorno foi de 19 bilhões de reais – quase cinco vezes maior que a imunidade tributária de 4 bilhões.

O Mackenzie está entre as 286 instituições filantrópicas do país (Foto: divulgação/Mackenzie)

Leia também:

em defesa das filantrópicas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.