RFM Editores


Os 7 desafios na aprendizagem pós-pandemia

Reinventar-se não é uma escolha. Certamente será preciso considerar e acolher as novas transformações. Estejamos abertos ao novo, de novo.


Que a pandemia alterou o modo como podemos ofertar os processos educativos, nós já sabemos. Reestabelecimento de vínculos, acolhimento, recuperação de possíveis déficits na aprendizagem, permanência e o sucesso do estudante, adaptação na nova rotina e a imersão tecnológica estão entre os maiores desafios a serem considerados no planejamento com o retorno da presencialidade nas instituições educativas de todo país. 

Para nós, educadores e gestores, ficam questionamentos. As tecnologias digitais que foram essenciais, continuarão presentes nesse retorno? Como ficará a condução didático-pedagógico das aulas? Teremos a predominância de modelos on-line, presenciais ou híbridos? Enfim, como será o processo de aprendizagem em um cenário pós-pandêmico? 

Leia: As vantagens da microcertificação



O momento que vivemos é desafiador e, na educação não é diferente. O impacto da digitalização dos negócios mudou, e continuará transformando, a forma como ensinamos e aprendemos. Cada vez mais a tecnologia faz parte de nossas vidas e admiti-la como uma poderosa ferramenta de auxílio e transformação educacional é fundamental.

Com as lições aprendidas pelo cenário pandêmico, estamos observando diversas instituições de ensino de todo mundo focadas na transformação dos seus processos de ensino, fornecendo experiências digitais, modelos cada vez mais híbridos, fomentando a inovação e a criatividade por meio de uma arquitetura educacional que promova experiências mais ativas e significativas independente da modelagem e por isso defendo que a sala de aula, seja ela presencial, on-line ou híbrida precisa ser reinventada. 

Integração em sala 

A aprendizagem no cenário pós-pandêmico exige uma sala de aula digital. Mas o que é uma sala de aula digital? 

saindo caverna_pos-pandemia_aprendizagem.credito_Maxime Mouysset
O momento que vivemos é desafiador e, na educação não é diferente (foto: Maxime Mouysset/The New York Times)

 Para compreender a sala de aula digital, requer concebê-la de modo mais amplo visto que o mero aparelhamento tecnológico não garante maior aprendizado. A sala de aula digital é um modo de conceber como um espaço de aprendizagem que integra os elementos constitutivos, como os recursos, estratégias, metodologias e tecnologias com um propósito educacional e profundo respeito à dinamicidade de cada um dos elementos, levando em consideração as especificidades destes novos sujeitos, praticantes culturais que produzem seus saberes, compartilhando conhecimentos, informações e opiniões nas redes existentes, próprios da cultura digital vigente.

Outro ponto a ser considerado ao processo de aprendizagem em um cenário pós- pandêmico é a necessidade da superação de modelos de educação tradicionais monótonos e desconectados da realidade para experiências mais criativas e ativas, capazes de promover o engajamento e o sucesso dos estudantes.

Neste sentido, o ato de ensinar deve contar com profissionais que dominem uma variedade de recursos e estratégias de aprendizagem com as quais possam apoiar os estudantes na maximização do desenvolvimento de suas potencialidades. 

Um repertório amplo de estratégias pedagógicas são o grande ativo dos professores da contemporaneidade, certamente junto com o capital intelectual, o maior ativo.

Com a chegada do início do ano letivo, aplicar estratégias para conhecer profundamente os estudantes, estabelecer vínculos, mapear suas realidades, desafios e anseios, entender como aprendem e preferem interagir são elementos essenciais para o sucesso no processo de aprendizagem neste novo contexto.

Reinventar-se não é uma escolha. Certamente será preciso considerar e acolher as novas transformações. Estejamos abertos ao novo, de novo.

Leia também

Criar um ambiente de aprendizagem ativa não e tão complexo

Thuinie Daros

Thuínie é co-fundadora, consultora e palestrante na Téssera Educação e head de cursos híbridos e metodologias ativas na Unicesumar. Escreve mensalmente em sua coluna para Plataforma Ensino Superior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × cinco =