Ensino edição 221

Mercado de estágio apresenta tendência de recuperação

Número de vagas ofertadas cresce 30% no 1º semestre do ano

Os programas de estágio, embora também tenham sofrido os efeitos da crise, já apresentam sinais de melhora. Dados da Companhia de Estágios apontam que no primeiro semestre de 2017 o número de vagas ofertadas foi 30,7% maior em comparação com o mesmo período do ano passado. E se a expectativa de crescimento de 5% para o segundo período for confirmada, o ano fechará com um aumento real de 2,4% no número de vagas em relação a 2016, divulga a empresa. Desde o início da crise, em 2013, o total de vagas vinha caindo gradativamente.

Os números apontam para um cenário de restabelecimento da modalidade, já que boa parte das contratações não se deve apenas à entressafra (período no qual muitos contratos vigentes se encerram e cresce a demanda para repor o quadro de estagiários), mas sim às novas vagas abertas.

O balanço também revelou as áreas mais promissoras. No saldo de vagas gerado até junho deste ano, a área de administração ainda se manteve em primeiro lugar entre as contratantes; no entanto, seu crescimento foi de 13%, que, apesar de positivo, foi relativamente baixo se comparado a outras áreas em ascensão como marketing e comunicação, que aumentaram suas vagas em 120% e ciências contábeis, que cresceu 90%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.