NOTÍCIA

Podcast

Panorama exclusivo da educação superior brasileira

Rodrigo Capelato, diretor-executivo do Semesp, é o convidado do terceiro episódio do Podcast Gestão do Ensino Superior

Publicado em 14/08/2023

por Ensino Superior

Podcast Gestão do Ensino Superior

Em seu terceiro episódio, o Podcast Gestão do Ensino Superior recebe o diretor-executivo do Semesp, Rodrigo Capelato, para traçar um panorama exclusivo da educação superior brasileira na atualidade. Durante o bate-papo com a apresentadora Danielle Rodrigues, Capelato lança um olhar para temas como liderança, mercado e políticas públicas.

A apresentadora coloca em pauta a visão tradicional presente na gestão de algumas instituições e a postura de gestores presos a sucessos que deram certo no passado. Capelato, por sua vez, afirma que o formato de ensino superior precisa ser adaptado. “É importante que tenhamos a experiência dos reitores que vieram de um outro formato de universidade, quando a expansão da educação superior vinha sendo constituída no Brasil. Não podemos descartar [essa experiência] da noite para o dia”, defende. Para o diretor-executivo do Semesp, o gestor que conta com a bagagem da tradição e, nos dias de hoje, consegue se reinventar, torna-se a melhor das lideranças. O desafio é fazer com que esses gestores se atualizem. 

“Uma boa liderança é antenada. Não fica presa às rotinas e ‘abre a cabeça’ por meio da participação em eventos nacionais e internacionais, observação de exemplos, conversas com outras pessoas. Não há melhor forma de crescer se não com esse aprendizado colaborativo”, acrescenta.

 

Burocracias do MEC 

 

Durante a conversa, as amarras impostas à gestão pelo Ministério da Educação (MEC) foram repercutidas. A apresentadora questiona como driblar uma legislação que não evoluiu na mesma velocidade do mercado e do perfil discente. “O modelo escolhido pelo Brasil, de ter um órgão tão centralizador como o MEC, talvez não seja o melhor. Temos toda a parte de regulação centralizada na Secretaria de Regulação e toda a parte de avaliação centralizada no Inep, por exemplo. Ao mesmo tempo, é preciso dar conta de um país de dimensões continentais e um sistema gigantesco”, diz Capelato, que também pontua: “há uma burocracia muito pesada que precisa dar conta de abarcar todos os tipos de IES, em todos os lugares, o que acho prejudicial”.

Capelato cita o documento Diretrizes de Política Pública para o Ensino Superior Brasileiro lançado pelo Semesp. “A nossa proposta é que a parte de regulação e avaliação seja  descentralizada, com agências regionais e temáticas, como acontece em outros países”, comenta.

No episódio, Capelato também comenta sobre a responsabilidade social das IES e mais assuntos relacionados à gestão. Acesse o canal de sua preferência e confira na íntegra.

 

Para assistir:

 

 

Para ouvir:

 

Veja também: Episódio 2 | As IES e a armadilha da competência (com Glauson Mendes)

Autor

Ensino Superior


Leia Podcast

Edu O.

Pessoas com deficiência na universidade – desafios e novas perspectivas

+ Mais Informações
Mozart Neves Ramos

O valor da educação integral

+ Mais Informações
Lúcia Teixeira

Patrícia Galvão – a eterna Pagu – e seus manuscritos

+ Mais Informações
Diogo Fonseca

Como reformular as finanças da IES

+ Mais Informações

Mapa do Site