Educação

Colunista

Thuinie Daros

Diretora de planejamento acadêmico na Vitru Educação

Aprendizagem com propósito: do professor spam ao influenciador

Mudança do modelo docente de spam para o influenciador é essencial para transformar o futuro da educação

aprendizagem A principal característica do professor influenciador é a capacidade de inspirar e motivar os alunos (foto: Pexels)

A educação é um dos pilares fundamentais para o crescimento e a evolução de uma sociedade. Professores desempenham um papel central nesse processo, influenciando diretamente o aprendizado e o desenvolvimento de seus estudantes. No entanto, para promover uma aprendizagem com propósito, é crucial que os educadores compreendam a diferença entre ser um “professor spam” e um “professor influenciador”.

 

O professor spam: uma abordagem ultrapassada

 

O “professor spam” é aquele que, de maneira caricata, utiliza uma abordagem unidirecional em suas aulas. Ele se limita a transmitir informações aos estudantes, sem interações significativas ou engajamento ativo. Essa abordagem, que já foi amplamente aceita no passado, tem sido objeto de críticas crescentes.

Tentar se comunicar com um e-mail spam é uma experiência frustrante, pois esse tipo de comunicação é unidirecional e não permite interações significativas. Eu uso esta analogia pois um modelo de ensino “spam” também não promove uma interação eficaz entre o professor e os seus estudantes.

Imagine uma sala de aula, onde o professor se limita a ler trechos extensos de um livro-texto durante as aulas. Sua abordagem é unidirecional, e os estudantes são meros receptores de informações. Ele segue um cronograma rígido, cobrindo tópico após tópico sem considerar o interesse ou a compreensão dos alunos. As aulas consistem principalmente em ouvir e tomar notas, com pouca ou nenhuma oportunidade para perguntas e discussões.

Embora o conteúdo seja importante, a falta de interação e envolvimento ativo dos alunos pode levar à desmotivação e à desconexão. A aula se torna uma experiência passiva, onde os alunos podem sentir que estão apenas absorvendo informações, em vez de realmente aprender e compreender.

A aprendizagem significativa muitas vezes requer um ambiente de sala de aula onde os estudantes possam participar ativamente, fazer perguntas, colaborar e explorar conceitos por si mesmos, em oposição a simplesmente receber informações passivamente.

 

O professor influenciador: a mudança necessária

 

Por outro lado, o “professor influenciador” é aquele que reconhece o potencial transformador da educação e adota uma abordagem mais ativa e significativa. O professor influenciador busca criar uma experiência de aprendizado envolvente, centrada na experiência do estudante e orientada para o desenvolvimento de competências essenciais. A transformação de um “spam” para um “influenciador” é, portanto, fundamental para criar uma experiência educacional mais envolvente e eficaz.

Agora, mudemos o foco para um outro professor que adota uma abordagem completamente diferente. Ele começa a aula com uma pergunta intrigante que desperta a curiosidade dos estudantes. Essa pergunta não tem uma resposta simples; ela desafia os alunos a pensar criticamente. Em seguida, este mesmo professor apresenta um experimento prático para que realizem em grupos. Durante o experimento, o professor circula pela sala, estimulando discussões e respondendo às perguntas dos alunos.

Nesse cenário, o professor se encaixa no papel de um “professor influenciador”. Ele cria um ambiente de aprendizado ativo e envolvente, onde os alunos participam ativamente do processo de aprendizagem. Os alunos estão envolvidos diretamente na exploração do conteúdo, fazendo perguntas, colaborando com colegas e aplicando o método científico na prática.

 

Leia: Como aproveitar as características individuais e coletivas dos estudantes?

 

A principal característica do professor influenciador é a capacidade de inspirar e motivar os alunos. Eles não apenas compartilham conhecimento, mas também despertam a curiosidade, promovem a reflexão crítica e incentivam o pensamento independente. Em vez de simplesmente dizer aos alunos o que saber, eles os desafiam a descobrir e explorar por si mesmos.

Um “professor influenciador” não é apenas alguém que entrega conhecimento, mas alguém que cria interações significativas, inspira pelo exemplo, promove a mudança de mentalidade, lidera com empatia e possui um vasto repertório de estratégias de ensino. Essas são as competências essenciais para educadores que desejam fazer a diferença nas vidas de seus alunos.

Essa abordagem não apenas torna a aprendizagem mais significativa, mas também fortalece as conexões emocionais entre o professor e os alunos. Os alunos se sentem à vontade para fazer perguntas, explorar conceitos e desenvolver habilidades práticas, criando um ambiente de aprendizado positivo.

Em última análise, a diferença entre um “spam” e um “influenciador” reside na abordagem pedagógica. Enquanto o primeiro se limita à transmissão passiva de informações, o segundo inspira, envolve e capacita os alunos. Como educadores, temos a oportunidade de escolher o papel que desempenhamos na vida de nossos alunos. A jornada da transformação começa com a reflexão e o compromisso de nos tornarmos influenciadores positivos.

 

Aprendizagem com propósito

 

A aprendizagem com propósito é o resultado natural da abordagem do professor influenciador. Ela envolve a criação de um ambiente de sala de aula onde os alunos encontram significado e relevância no que estão aprendendo.

Aqui estão algumas práticas-chave do professor influenciador que conduzem a essa aprendizagem com propósito.

  • Aulas interativas: promove a interatividade na sala de aula, incentiva discussões, atividades práticas e projetos colaborativos que permitem aos alunos aplicar o que aprenderam em situações reais.
  • Desenvolvimento de competências: além  do conhecimento técnico,  concentração  no desenvolvimento de habilidades críticas, como pensamento crítico, resolução de problemas, comunicação eficaz e colaboração.
  • Conexão com o mundo real:  mostrar aos estudantes como aplicar o que estão aprendendo  no mundo real, tornando o conteúdo mais relevante e significativo.
  • Feedback construtivo:  fornecer feedback construtivo e orientação individualizada para ajudar os alunos a melhorar continuamente.
  • Foco no desenvolvimento dos estudantes: consciência das necessidades, interesses e estilos de aprendizado dos alunos, adaptando suas abordagens para atender a essas características individuais.

 

Transformando o futuro da educação

 

A mudança do modelo docente de spam para o influenciador é essencial para transformar o futuro da educação. Os professores têm o poder de influenciar positivamente a vida de seus alunos, inspirando-os a se tornarem aprendizes ao longo da vida, adaptáveis e motivados por um propósito.

À medida que educadores têm a oportunidade e a responsabilidade de inspirar, inovar e influenciar positivamente a próxima geração, abraçar o papel de “professor influenciador” não é apenas uma escolha sábia, mas uma necessidade para preparar nossos estudantes para os desafios do mundo atual.

Lembre-se de que a inovação na sala de aula não se limita à incorporação tecnológica, mas à transformação genuína no papel docente. Sejamos os catalisadores da mudança, promovendo uma aprendizagem ativa, inspiradora e significativa. Vamos inspirar, inovar e influenciar.

 

Por: Thuinie Daros | 18/09/2023


Leia mais

Solidão

Entre a conexão tecnológica e a desconexão social: a solidão e seus...

+ Mais Informações
Metodologias ativas

Como tornar as metodologias ativas eficazes para jovens e adultos

+ Mais Informações
Mercado

O guia definitivo de verdades inconvenientes

+ Mais Informações
Pensamento antecipatório

Reimaginando a educação superior com pensamento antecipatório

+ Mais Informações

Mapa do Site