RFM Editores


BTG Pactual vai sediar final da Olimpíada Brasileira de Economia 

Dos dias 3 a 5 de junho, talentos do Brasil passarão por experiência imersiva no Instituto de Tecnologia e Liderança (Inteli) e na sede do BTG Pactual


O BTG Pactual (BPAC11), um dos princiapsi bancos de investimentos da América Latina, e o Instituto de Tecnologia e Liderança (Inteli), primeira faculdade orientada a projetos do Brasil, sediarão a fase final da Olimpíada Brasileira de Economia (OBECON), competição nacional que promove a educação financeira entre jovens estudantes de todo Brasil e classifica os melhores talentos para Olimpíada Internacional de Economia (International Economics Olympiad – IEO). 

A final da OBECON será realizada entre os dias 3 e 5 de junho, nas sedes do BTG Pactual e do Inteli, em São Paulo. Os cinco alunos com melhor desempenho vão compor a delegação brasileira que vai representar o país na etapa mundial da IEO, que será realizada em Shanghai, China, pela instituição SKT Education.

Leia: Mulheres nas exatas

No total, 45 alunos estão na final da Olimpíada. Eles serão divididos em grupos e terão os três dias de evento para resolver um business case. As propostas serão avaliadas por uma banca e cada candidato vai receber uma nota individual com base em sua performance.

“As olimpíadas de conhecimento são muito importantes para estimular os alunos e incentivar o aprofundamento no estudo, principalmente em temas como matemática, ciências e economia. O evento ajuda a engajar e aproximar esses jovens do mercado profissional brasileiro, incentivando que eles contribuam cada vez mais para o desenvolvimento do país”, afirma Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual.

Além do business case, o evento terá workshops e palestras divididos em seis painéis, entre eles, carreiras no mercado financeiro, com o economista chefe do BTG Pactual, Mansueto Almeida; o sócio fundador da Constellation Investimentos e sócio da Fundação St. Paul’s, Florian Bartunek; o sócio da área de M&A do BTG Pactual, Bruno Amaral; academia, diversidade no mercado financeiro e meio Olímpico apresentado pela sócia e diretora de responsabilidade social e eventos do BTG Pactual com Martha Leonardis; educação, liderança e papel das Olimpíadas, que contará com a participação do CEO do BTG Pactual, Roberto Sallouti.

Olimpíada Brasileira de Economia - vencedores 2019
Banner comemorativo com grupo vencedor de 2019, na Rússia. Foto: reprodução

Além dos painéis, os finalistas também terão dois treinamentos, um sobre resolução de cases com uma consultoria estratégica internacional; e outro de capacitação com o time do BTG Pactual.

“Além da missão de formar a delegação brasileira que compete na etapa internacional, o nosso objetivo central é potencializar os talentos do Brasil e disseminar o conhecimento sobre economia, finanças, negócios e educação financeira para estudantes de ensino médio em todas as regiões”, afirma Raphael Zimmermann, líder da delegação brasileira em 2019.

Em 2019, o BTG Pactual já havia patrocinado os estudantes brasileiros que ficaram em primeiro lugar no mundo na 2ª International Economics Olympiad (IEO), realizada de 24 a 31 de julho, em São Petersburgo, na Rússia. Com os resultados nos últimos anos o time brasileiro conseguiu uma façanha inédita: se consagraram tricampeões mundiais, sendo o país mais premiado na competição internacional. Em março deste ano, o banco anunciou o novo patrocínio oferecendo novos recursos para a OBECON escalar e potencializar ainda mais jovens estudantes.

Metodologia

Estudantes do ensino médio de todo o país podem participar da OBECON, que é dividida em três etapas. Na primeira fase os alunos se inscrevem para fazer a etapa online da Olimpíada, que envolve conhecimentos básicos e gerais abordados pela competição. Os classificados fazem uma prova escrita com questões objetivas e dissertativas, realizada também no formato online por videoconferência com gravação (simulando uma sala de aula com fiscais). Os temas abordados são: Microeconomia, Macroeconomia, Finanças, Economia Comportamental, História Econômica, Atualidades e Negócios.  

 A terceira fase é realizada de forma presencial, em uma instituição de ensino superior parceira, na cidade de São Paulo. Neste ano ela ocorre na sede do BTG Pactual e no Inteli, em São Paulo.

Para Maíra Habimorad, CEO do Inteli, sediar um evento como este contribui para fortalecer a missão do Instituto de preparar futuros líderes para o mercado e desenvolver competências ligadas a negócios, tecnologia e liderança. “As Olimpíadas de Conhecimento fomentam o aprendizado,  incentivam o protagonismo do aluno e agregam valor ao currículo acadêmico, além de proporcionar a troca de conhecimento, por meio dos painéis, workshops e palestras”, destaca Maíra.

Leia também

Apenas 5% dos brasileiros priorizam educação como mote de corridas eleitorais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro × 1 =