Diploma digital é regulamentado e IES devem se adequar

Os diplomas de graduação devem ser emitidos e registrados digitalmente. MEC dá prazo de dois anos para as instituições de ensino se ajustarem

SHARE
, / 1

O Ministério da Educação anunciou por meio de uma portaria que os diplomas de graduação deverão ser emitidos e registrados em um ambiente digital que permita sua validação a qualquer tempo.

Para isso, as instituições deverão disponibilizar em seu site um local para a consulta do código de validação do diploma.

Leia também:

O impacto da nova lei de proteção de dados

O MEC também determinou a criação de um ambiente de acesso restrito para os egressos fazerem o download do documento. A oferta dos novos serviços deverá ser incorporada pela gestão da instituição; está proibida a cobrança de taxas aos alunos.

O prazo para a adequação é de dois anos, ou seja, em 2021 essas novidades deverão estar implantadas.

Para ler a portaria sobre o diploma digital, publicada no Diário da União, clique aqui.

diploma digital
Faixada do Ministério da Educação (foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Leia também:

Universidade fornece gratuitamente materiais de ensino e pesquisa

Inep atualiza ‘Glossário dos instrumentos de avaliação externa’

Artigos relacionados

<

Comentários

comentários

 blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN