Faltam programadores ou oportunidades de formação?

Em um mercado em crise, o questionamento sobre a demanda de vagas de TI é levantado em evento que aconteceu em SP

SHARE
, / 0

De tempos em tempos o mercado de TI divulga a falta de profissionais aptos para ocupar suas vagas. “Mas como isso é possível em um mercado com mais de 12 milhões de desempregados?, questiona Gustavo Glasser, fundador da Carambola, uma empresa que desde 2017 prepara mulheres, negros, LGBT+ e outras minorias para o mercado de TI.

Leia: Por que os gestores de TI devem atuar de maneira estratégica

Na opinião de Glasser, a carência de profissionais nesta área se deve à falta de oportunidades enfrentadas por muitas pessoas. A teoria tem como embasamento sua própria história de vida.

Convidado pelo grupo Ânima Educação para contar sua trajetória no evento HSM Expo, realizado em São Paulo, Glasser disse ter passado por restrições financeiras severas para conseguir se tornar programador. Por isso, seu modelo de negócio se sustenta com o aporte de empresas.

Os alunos não pagam pelo curso, mas em contrapartida desenvolvem projetos apresentados pelas apoiadoras. Mais de 180 pessoas já se formaram e todas estão empregadas, assegura Glasser. “A Carambola nasceu do meu fígado; ela é resultado de minha experiência de vida”, ressaltou o jovem profissional.

realidade dos programadores
Foto: Shutterstock

Leia também:

Lei Geral de Proteção de Dados pode ficar para 2022

Iniciação científica gera alunos mais criativos e capacitados para o mercado

Artigos relacionados

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN