my site my site my site

Ser Educacional adquire startup que atua no ensino superior

A chegada da Beduka no grupo reforça a aposta em unir educação e tecnologia

SHARE
,

A edtech mineira Beduka passou, recentemente, pelo processo de fusão e aquisição com o grupo pernambucano Ser Educacional. Em dezembro, o Ser Educacional anunciou que investiria R$ 150 milhões em educação digital em 2021. Como parte dessa ação, a primeira estratégia foi a compra da startup, dona de uma plataforma online que reúne testes vocacionais e conteúdos para auxiliar os alunos durante o processo de escolha dos cursos e instituições de ensino superior.

Leia: Renda mensal do brasileiro com ensino superior teve aumento de 182%

Constituída há menos de cinco anos, a Beduka foi fundada por William Valadão e Julian Anderson e ganhou notoriedade no mercado educacional brasileiro a partir do crescimento no número de usuários/clientes fidelizados pela plataforma. Segundo Lucas Moreira, coordenador da equipe de assessoria jurídica do escritório Andrade Silva Advogados, contratado pela Beduka para a realização desse processo, a startup conta com mais de um milhão de acessos semanais.

Ser Educacional
Foto: Freepik/tirachardz

Aposta

Além de ser o primeiro passo para o investimento em educação digital, o Ser Educacional planeja integrar a Beduka ao ecossistema digital de ofertas educacionais, que está em desenvolvimento. 

“Visto o interesse do Grupo Ser em adquirir maior capilaridade no mercado educacional e diante da vontade dos fundadores da Beduka em venderem a integralidade de suas quotas da empresa, a operação de M&A avançou”, afirmou Lucas Moreira.

Leia também:

Ensino híbrido é aposta de startup para engajar os alunos

Os desafios que professores enfrentam na internacionalização

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN