São Judas se torna palco de ocupação afetiva feita pelos alunos

Instituição resgatou técnicas manuais de seus estudantes como tingimento natural e feltragem. Os trabalhos se tornaram obras coletivas expostas nas unidades Mooca e Butantã

SHARE
, / 2

A São Judas ofereceu a seus alunos oficinas gratuitas para se conectarem com suas habilidades manuais e expressarem seus sentimentos. No caso, eles colocaram a mão na massa em 11 técnicas manuais com tecido, fios, madeira e papel em impressão e metal.

Denominado Ocupação Afetiva, o projeto aconteceu nas unidades Mooca e Butantã de 26 de setembro e 11 de outubro e teve como ponto de partida “criar por meio de seus afetos”. O apoio ficou por conta do movimento Revolução Artesanal, que convida à transformação do ser com o seu fazer.

Leia: Primeiro curso de Danças Aéreas e Ballet Fly é lançado no país

Ocupação artística

Os trabalhos desenvolvidos nas oficinas se transformaram em uma obra coletiva. Tanto a instalação da unidade do Butantã quanto a da Mooca estão abertas para visitação até 30 de novembro.

“Precisamos estimular nossos jovens a falarem mais sobre seus afetos e principalmente ajudá-los a identificar e valorizar a cultura do fazer à mão. Por isso, nos unimos à Revolução Artesanal. A parceria nos deu a oportunidade de aproximar nossos estudantes de profissionais que desenvolvem projetos coletivos, com trocas de saberes e compreensões de ensinamentos e práticas” explica Romy Tutia, diretora das unidades Butantã e Vila Leopoldina da São Judas.

São Judas ocupação
Foto: divulgação)

O fazer sensível

Fez parte da experiência aprender técnicas de tingimento, preparo de tintas naturais para tecido, desenvolvimento de estêncil, crochê, tricô, feltragem de lã natural e tecer entre nós e laços. Teve também a criação de palavras e arabescos como escultura a partir de fios de arame e metal entre outras técnicas.

Além das atividades manuais, os alunos também participaram de rodas de conversa em torno de temáticas como ‘Uma Ocupação Afetiva Feita à Mão’, ‘O que o fazer te faz?’ e ‘Por um mundo feito à mão’.

Leia: Raciocínio lógico e capacidade de interpretação passam a integrar processo seletivo

“A beleza do projeto está na postura de uma universidade em abrir espaço para ouvir seus alunos. O projeto Ocupação Afetiva é a realização dessa escuta e abertura de espaço. Por meio das oficinas, provocamos a reflexão sobre os afetos e sentimentos, sobre seu momento de vida e sua relação com a academia, e por meio da obra coletiva deixamos esse processo visível, ocupando espaços da universidade”, destaca Bruno Andreoni, da Revolução Artesanal.

alunos em atividade manual
Foto: divulgação

Serviço:

Exposição – Obra Ocupação Afetiva

Quando: de 30 de outubro a 30 de novembro        

Horário: das 8h às 22h

Onde: São Judas unidade Butantã (Av. Vital Brasil, 1000 – Butantã) e São Judas unidade Mooca (R. Taquari, 546 – Mooca)

Leia também:

Plataforma estimula atividade colaborativa entre professores e gera bons resultados

Kroton eliminará dos cursos presenciais as disciplinas 100% online

Artigos relacionados

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN