Mais de 50 IES apresentam cases de inovação acadêmica em fórum internacional

VII Fórum STHEM Brasil acontece de 8 a 10 de abril com workshops, palestras e cerca de 180 trabalhos expostos de modo online

SHARE
,

Inovação acadêmica e aprendizagem ativa são temas da 7ª edição do Fórum Internacional de Inovação Acadêmica do Consórcio STHEM Brasil acontece de 8 a 10 de abril por meio da plataforma Zoom e YouTube. O evento conta com workshops, palestras e vídeos disponibilizados na plataforma Canvas.

A abertura contou com o apoio da IMED – Complexo de Ensino Superior Meridional, da cidade de Passo Fundo, RS e teve a participação da professora de tecnologia de aprendizagem e comunicação da Open University – Institute of Educational Technology, Agnes Kukulska-Hulme, que abordou novas formas de ensino, aprendizagem e avaliação, visando orientar educadores e formuladores de políticas públicas.

Leia: Universidades precisam se reinventar e buscar inovações disruptivas

“O Fórum é um momento de apresentação dos resultados acadêmicos do STHEM Brasil, no qual as 58 instituições consorciadas apresentam os avanços em seus processos de inovação realizados durante o ano anterior”, conta o presidente do Consórcio STHEM Brasil, Fábio Garcia Reis.

Inscrições para o evento e workshop

R$ 150,00 – Valor da Inscrição

R$ 50,00 – Valor para consorciado STHEM e associado Semesp

R$ 40,00 – Workshop individual – Cada workshop acrescentará R$ 40,00 ao valor de sua inscrição. Só será possível escolher um único workshop por pessoa

Programação completa e mais informações em: http://www.sthembrasil.com/7forum/

Primeiro dia

Na parte da manhã de hoje, 8, aconteceram sete workshops simultâneos sobre os temas: “Planejar e educar para a compreensão: desenvolver e avaliar competências”; “Ferramentas Google para Educação”; “Aprendizagem Baseada em Projetos e Tecnologia Educacional”; “Trilhas de Aprendizagem para a Autonomia”; “Flipped Classroom”; “Gamificação na educação: elementos para a aprendizagem gamificada” e “Ensino híbrido e o caminho para uma aprendizagem autodirigida”.

O encerramento, no próximo sábado, 10, será com o professor Emilio Munaro, vice-presidente de desenvolvimento global & comunicação do Instituto Ayrton Senna.

Leia: Para superar crise, IES precisam investir em educação, gestão, formação docente e diálogo

inovação acadêmica
Fábio Reis, presidente do consórcio

Cases

Também serão apresentados por professores das 58 IES consorciadas cerca de 31 cases sobre os temas: Gestão, Tecnologias e Educação e Ações junto à comunidade, na tarde de hoje, 8, das 15h40 às 17h30. E mais 152 trabalhos orais, amanhã, 9, das 15h45 às 17h30, e no dia 10 das 8h30 às 9h40, serão mais sete temas: 1. Implementação de experiências de estratégias ativas para aprendizagem (Peer Instruction, Project Based Learning, Problem Based Learning, Team Based Learning, Design; 2. Avaliação da aprendizagem com estratégias ativas, conhecimentos específicos e competências transversais; 3. Formação de professores em estratégias ativas de aprendizagem; 4. Gestão escolar voltada para o uso de estratégias ativas: Projeto Pedagógico Institucional (PPI) e Projeto Pedagógicos de Cursos (PPC); 5. Avaliação de intervenções pedagógicas institucionais usando estratégias inovadoras; Retenção, evasão e o impacto das estratégias inovadoras para a aprendizagem; Avaliação de Curso e Avaliação Institucional pelo MEC no cenário de inovação de estratégias. 6. Experiências de interação entre ensino superior e o ensino básico mediadas por estratégias ativas para a aprendizagem e 7. Iniciação científica e pesquisa em estratégias ativas para a aprendizagem.

STHEM Brasil

Nascido em 2014, o Consórcio STHEM Brasil promove a inovação acadêmica por meio de uma rede de cooperação de IES brasileiras para formar professores e gestores capazes de lidar com os desafios da sociedade e ser referência em inovação acadêmica para o avanço da educação brasileira. Ao longo de seus sete anos, tornou-se uma sólida rede de cooperação acadêmica formada por 58 IES (51 privadas e seis públicas) em 14 estados brasileiros, e uma em Coimbra, Portugal, com mais de 15 mil professores e cerca de 800 mil alunos.

Leia também:

Leandro Karnal: “a universidade ainda não foi superada”

Há bem mais na internacionalização do ensino superior que aulas de inglês

Artigos relacionados

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN