Gestão Notícias

Ministro fala em recuperação da aprendizagem e transformação digital

Victor Godoy apresenta propostas de ações do MEC para melhorar a conectividade nas redes pública e privada, e diz que ao contrário da “negatividade midiática”, ministério tem arregaçado as mangas

Quinto ministro da Educação da gestão Bolsonaro, Victor Godoy Veiga, falou sobre estratégias articuladas do MEC para avançar em universalização da conectividade em todas as escolas, e no investimentos da pasta em preparo para que sistema não tenha que passar pelo o que passou durante a pandemia. A fala foi feita durante a abertura da Bett Brasil 2022, nesta terça-feira, 10.

Leia: “Minhas falas não são bem compreendidas”, diz Milton Ribeiro

Em tom amistoso e otimista, Godoy frisou a importância de parcerias e da união entre as esferas federais, estaduais e municipais nas últimas ações da pasta, em consonância com a proposta do Sistema Nacional de Educação (SNE), recém aprovado pelo Senado e que pretende adotar o modelo “SUS da Educação”. Segundo especialistas, o SNE pode contribuir para aperfeiçoar a gestão dos recursos e melhorar o planejamento sobre a trajetória dos alunos em diferentes redes e integrar os currículos.

“Percebemos, pelos indicadores educacionais que temos uma grande dívida com algumas regiões do Brasil”


Por meio de parceria com o banco mundial, a pasta lançou um programa voltado para as regiões norte e nordeste que, segundo o ministro, mais do que transferir mais recursos, visa fomentar e melhorar a capacidade local dos municípios que têm mais dificuldade e não conseguem acessar as políticas já existentes, a fim de reduzir as desigualdades educacionais.


Universalização da conectividade

O ministro também aproveitou a ocasião para falar sobre as iniciativas para levar tecnologia e conectividade para escolas com o programa Wi-Fi Brasil, em parceria com o Ministério das Comunicações (MCTIC), no qual a promessa é “chegar muito próximo da universalização do acesso”. Até a pandemia, mais de 35 mil escolas não tinham conectividade. “São muitos recursos disponibilizados pelo MEC para esss investimentos, as nossas redes não sofrerão mais como sofreram [na pandemia]”, concluiu.

ministro victor godoy bett brasil 2022
Ministro Victor Godoy discursa em abertura da Bett Brasil 2022. Foto: Mayara Figueiredo

Reforçando ainda os valores de gastos com a educação, que somam cerca de 2.2 bilhões de reais, Godoy alfinetou a imprensa ao dizer que, quanto mais a mídia noticiava negatividades e acusações de abandono da pasta, mais seus agentes arregaçavam as mangas e trabalhavam dobrado para provar o contrário.

Victor Godoy Veiga assumiu o MEC em março deste ano, após exoneração de seu antecessor, Milton Ribeiro, no centro de denúncias de ilegalidades envolvendo a distribuição de verbas da pasta.


Ouça nosso podcast com o ex-ministro Renato Janine