NOTÍCIA

Formação

Pesquisa do Instituto Semesp e Workalove revela as motivações dos estudantes para ingressar no ensino superior

Realizar sonhos pessoais e vocação/propósito de vida são as duas motivações para o ingresso no ensino superior mais citadas pelos estudantes – 28,7% e 20,3%, respectivamente. Conquistar um emprego é a terceira motivação mais citada (15,3%).

Publicado em 09/03/2023

por Ensino Superior

Motivação dos estudantes para ingressas no ensino superior 61,8% dos estudantes afirmam levar em consideração a reputação da IES (Foto: Pexels)

Estudantes que terminaram o ensino médio sonham com o ingresso na faculdade, querem a graduação para realizar seus propósitos e melhorar de vida e têm confiança nas instituições de ensino superior. Estes são apontamentos da pesquisa O que leva o aluno a ingressar no ensino superior?, realizada pelo Instituto Semesp em parceria com a Workalove, plataforma de orientação e desenvolvimento de carreiras. 

Os dados foram apresentados hoje, 9 de março, em evento híbrido, na sede do Semesp, em São Paulo, com as participações do diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato, e da CEO da Workalove, Fernanda Verdolin. O público alvo da pesquisa tem o ensino médio completo e ainda não ingressou no ensino superior. Foram ouvidos 1970 pessoas, a maioria é jovem,  com até 24 anos (65,2%), mulher (78%), egressa do ensino médio da rede pública (75,3%) e com renda familiar mensal de até R$ 5 mil (79,6%), no período de 16 de fevereiro a 5 de março de 2023. 

Ingressar numa faculdade em 2023 é o sonho de 81,1% dos estudantes  e o objetivo concreto de 80,2%. Para 50,8% dos que têm esse objetivo, tanto faz se for no ensino superior privado ou público. Realizar sonhos pessoais e vocação/propósito de vida são as duas motivações para o ingresso no ensino superior mais citadas pelos estudantes – 28,7% e 20,3%, respectivamente. Conquistar um emprego é a terceira motivação mais citada (15,3%).

 

Leia também: Matemática impede avanço nas exatas

 

Eles têm confiança nas IES: 94,3% concordam e concordam totalmente que “as faculdades públicas oferecem um ensino de qualidade” e 89,3% pensam o mesmo acerca das faculdades privadas. O estudo como uma estratégia de ascensão social é a percepção de 91,3%, assim como 94,6% querem fazer graduação para mudar a condição social. 

Para escolher a faculdade, 61,8% afirmam levar em consideração a reputação da instituição de ensino. O ensino presencial, diurno ou noturno, é a preferência de 54,3%.  Apenas 27,4% pretendem pagar mensalidade integral. Na lista dos cursos mais procurados, a tradição permanece: administração, psicologia, direito, medicina e pedagogia.

O que leva o aluno a ingressar no ensino superior? é a primeira de uma série de cinco pesquisas que serão realizadas ao longo do ano pelo Instituto Semesp e a Workalove para trazer reflexões acerca do futuro do ensino superior.

Para conhecer todos os dados da pesquisa, acesse: https://materiais.workalove.com/pesquisa-ensino-superior

 

Autor

Ensino Superior


Leia Formação

Educação midiática

Educação midiática pode ser aliada para qualidade do ensino

+ Mais Informações
Edu O.

Pessoas com deficiência na universidade – desafios e novas perspectivas

+ Mais Informações
Miguel Copetto fala sobre internacionalização

Uma porta aberta à internacionalização

+ Mais Informações
Licenciaturas

Novas regras para licenciaturas e Enade: como se adequar

+ Mais Informações

Mapa do Site