NOTÍCIA

Formação

Pós-graduação em psicanálise e gênero é ofertada pelo IPPERG

Programa recebe inscrições para turma de 2024 e conta com vagas afirmativas

Publicado em 13/03/2023

por Ensino Superior

Pós-graduação em psicanálise e gênero Programa oferece bolsas de estudos com 50% e 30% de desconto (Foto: Pexels)

O Instituto de Pesquisa em Psicanálise e Relações de Gênero (IPPERG) está com lista de espera aberta para a terceira turma do curso de pós-graduação em Psicanálise e Relações de Gênero: Ética, Clínica e Política, uma formação inédita em psicanálise e gênero no país. A previsão é que as aulas tenham início em março de 2024 e as matrículas sejam abertas entre novembro e dezembro deste ano.

Trata-se de um curso 100% remoto destinado a profissionais que trabalham com a escuta e que buscam capacitação nas questões de gênero, tendo Freud como metodologia central. Visando a construção de um percurso atento às demandas sociais, a formação conta com um corpo docente diverso que vai além da bolha branca, cisgênera e heterossexual – ainda muito presente nas instituições. O time de pesquisadores selecionado leva em consideração as singularidades das relações de gênero.

 

Leia: Saúde mental precisa da diversidade

 

A pós-graduação em Psicanálise e Relações de Gênero: Ética, Clínica e Política tem duração de quatro semestres e conta com encontros mensais. Ter finalizado uma graduação em qualquer área de conhecimento ou estar no último ano da graduação é requisito básico para o ingresso no curso, no entanto, o IPPERG recomenda um conhecimento básico de psicanálise para fazer parte da especialização. Reconhecido pelo MEC, conta com emissão de certificado pela Faculdade Unida de São Paulo (FAUSP).

O curso busca promover, desenvolver e aperfeiçoar a escuta clínica para o exercício profissional. Não se trata de uma formação em teoria psicanalítica, desprendendo-se de uma apresentação mais detalhada da psicanálise, mas fará uma leitura dos conceitos básicos para a discussão acerca da área e das relações de gênero. Os projetos de TCC mais bem avaliados serão publicados em livros pelas editoras parceiras do instituto.

 

Bolsas e vagas afirmativas

 

Ao incluir as questões de gênero no ofício da psicanálise e selecionar um corpo docente pensado na pluralidade dos profissionais, o IPPERG reafirma seu objetivo de produzir formações atento “à escuta das demandas do nosso tempo”, como evidenciado em sua apresentação. O olhar atento também se volta para os alunos, com a oferta de bolsas e vagas afirmativas para pessoas trans e travestis – população em constante luta por direitos, dado o contexto de um Brasil ainda tão desigual. Segundo estimativa feita pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), com base em dados colhidos nas diversas regionais da entidade, 90% das pessoas trans recorrem à prostituição ao menos em algum momento da vida, um índice que evidencia o preconceito presente no país.

O programa oferece bolsas de estudos com 50% e 30% de desconto, em livre concorrência, exclusivas para pessoas trans e travestis, pessoas com deficiência e pessoas pretas. Há ainda vagas afirmativas com bolsas de 100% somente para pessoas trans e travestis, pessoas com deficiência e pessoas pretas, preferencialmente em situação de vulnerabilidade socioeconômica e que estejam associadas a projetos sociais. O IPPERG dará preferência aos candidatos que estiverem sendo acompanhados ou que fizerem parte de algum projeto social.  Serão considerados os seguintes critérios: ordem de inscrição, carta de intenção, fator socioeconômico e atestado de envolvimento/vinculação do candidato a algum projeto social, emitido pela respectiva instituição. O valor total do curso é 24x de 349,00.

Mais informações sobre a pós-graduação podem ser obtidas no site do instituto. Interessados em fazer parte da turma que dará início aos estudos no próximo ano podem se cadastrar na lista de espera. (acesse aqui).

 

Leia também: Matemática impede avanço nas exatas – entrevista com Sônia Guimarães

Autor

Ensino Superior


Leia Formação

Edu O.

Pessoas com deficiência na universidade – desafios e novas perspectivas

+ Mais Informações
Miguel Copetto fala sobre internacionalização

Uma porta aberta à internacionalização

+ Mais Informações
Licenciaturas

Novas regras para licenciaturas e Enade: como se adequar

+ Mais Informações
Formação de professores EAD

Setor reage às novas diretrizes para a formação de professores

+ Mais Informações

Mapa do Site