NOTÍCIA

Formação

Uma graduação para quem deseja escrever bem

Profissional em escrita criativa poderá atuar em diversas áreas que envolvem a escrita

Publicado em 30/01/2024

por Ensino Superior

Graduação em escrita criativa Profissional em escrita criativa pode encontrar em vasto leque de carreiras no mercado

Com o sucesso da pós-graduação “formação de escritores”, o Instituto Vera Cruz lança o curso de graduação em escrita criativa. Na modalidade de tecnólogo, o curso conta com dois anos e meio de duração e busca atrair interessados em profissões que demandam conhecimento em escrita para trilharem novas possibilidades de carreiras. 

De acordo com Roberto Taddei, professor e coordenador do curso,  o profissional em escrita criativa poderá atuar “em praticamente qualquer área que envolva a escrita”. Segundo ele, além da boa experiência com a especialização em formação de escritores, a abertura da nova graduação se deu após a identificação de uma grande demanda entre egressos de outras graduações, como letras, jornalismo e comunicação, que gostariam de ter aprendido mais sobre a escrita. “Queríamos dar aos alunos a chance de uma formação sólida em escrita, uma competência que é fundamental para qualquer carreira”, diz.

“O que queremos é que os ex-alunos deixem o curso com domínio de seus processos criativos, encurtando a distância entre o que eles querem escrever e o resultado que provocam nos leitores ou em suas audiências. Para isso é preciso também ler muito. E saber interpretar. São as competências mais importantes para qualquer trabalho que envolva a linguagem escrita: saber ler e saber escrever”, explica Taddei.

Segundo o coordenador, a ideia é que o curso forme carreiras para além dos escritores ou escritores de ficção. “Também queremos formar jornalistas, radialistas, roteiristas, dramaturgos, poetas, editores e comunicadores em geral.”

 

Expansão do mercado

 

Em levantamento apresentado pelo Instituto, o ano de 2022 foi marcado por um salto na venda de livros no país, com 58,61 milhões de obras vendidas – 1,7 milhão a mais do que em 2021. O setor também faturou R$ 270,69 milhões no décimo terceiro período de 2022, entre 6 de dezembro e 2 de janeiro – 15,18% a mais do que no mesmo período de 2011. As vendas cresceram 6,16%. 

Com esse crescimento, Taddei chama a atenção para as possibilidades de publicação por meio de editoras independentes que, graças ao fácil acesso à publicação digital e ao desenvolvimento de comunidades de leitores, estão se tornando mais comuns. O coordenador também destaca que as possibilidades do mercado são grandes para o profissional em escrita criativa. “E o ponto positivo da graduação é que ela é curta, de dois anos e meio. No tempo de uma graduação normal, de quatro ou cinco anos, o nosso aluno poderá fazer o curso regular e uma pós-graduação na área que desejar, seja em escrita ficcional, em roteiro, em jornalismo, ou outras carreiras associadas à escrita”, acrescenta.

 

Alta demanda

 

Com o processo seletivo 100% online, que teve início em novembro, os candidatos podem enviar o material solicitado no site. As inscrições para o curso seguem abertas e, como indicado por Taddei, a procura tem sido positiva. “É a primeira graduação desse gênero em São Paulo e tivemos mais de 1200 pessoas interessadas em saber mais sobre o curso, o que nos deixou animados.”

“Queremos ir além, pensando na escrita não como uma ferramenta de comunicação, mas como uma expressão da criatividade, literária e artística. Isso significa que o profissional da escrita criativa poderá não apenas escrever uma mensagem, mas saberá fazer isso de outra maneira, que tenha uma marca forte de sua voz e de seu jeito de se colocar no mundo. Todas as carreiras do futuro dependerão da criatividade. E a escrita é a que melhor trabalha isso”, conclui o coordenador.

Leia também: A longa jornada da empregabilidade

 

Autor

Ensino Superior


Leia Formação

Educação midiática

Educação midiática pode ser aliada para qualidade do ensino

+ Mais Informações
Edu O.

Pessoas com deficiência na universidade – desafios e novas perspectivas

+ Mais Informações
Miguel Copetto fala sobre internacionalização

Uma porta aberta à internacionalização

+ Mais Informações
Licenciaturas

Novas regras para licenciaturas e Enade: como se adequar

+ Mais Informações

Mapa do Site