UDF insere plataforma de competências empreendedoras na aprendizagem de seus alunos

Trilha Empreendedora é um sistema gamificado que funciona de maneira personalizada

SHARE
, / 2

Propostas pedagógicas que tornam o conteúdo um dos caminhos da aprendizagem – e não mais o único e exclusivo – vêm se tornando cada vez mais necessárias. Em outras palavras, preparar o aluno para o mundo é também auxiliá-lo em seu desenvolvimento enquanto ser humano e, consequentemente, para o mercado de trabalho. Atento à essa necessidade, o Centro Universitário do Distrito Federal (UDF), instituição que integra a Cruzeiro do Sul Educacional, acaba de lançar a Trilha Empreendedora, plataforma lúdica e gamificada que estimula no estudante o desenvolvimento de 15 competências empreendedoras.

Leia: Curso de Administração EAD da PUC Minas elimina disciplinas e insere competências

A Trilha funciona de maneira personalizada e possui oito estágios de progressão alinhados ao conceito T-Shaped Professional, que soma competências gerais e específicas, gerando um mix. Saber trabalhar em equipe, ter criatividade, iniciativa, autoconsciência e resiliência são alguns exemplos dessas competências empreendedoras às quais, nesse primeiro momento, estão sendo desenvolvidas com os alunos e professores do primeiro semestre do UDF.

“Nosso foco principal é formar profissionais que consigam gerar valor econômico, social, cultural e ambiental por meio de tudo o que aprenderam em suas vidas acadêmicas”, explica o professor Gabriel Cardoso, coordenador do Programa de Educação Empreendedora e Inovação Social do Centro Universitário, o qual a Trilha faz parte.

competências empreendedoras
Foto: Shutterstock

De olho na atualidade

Segundo a instituição brasiliense, a criação da metodologia inovadora de aprendizagem teve início em 2018, na Finlândia, sob supervisão de professores da Universidade de Ciências Aplicadas de Tampere (TAMK University) e foi adaptada em projeto único para o UDF. Aliás, a reitora do Centro Universitário, professora Beatriz Maria Eckert-Hoff, entende que as competências trabalhadas oportunizam e corresponsabilizam o aluno no processo de formação.

Leia: Paulo Blikstein: pesquisas desenvolvidas nas universidades são vitais para o funcionamento da sociedade

“Essa inovação pedagógica e acadêmica desenvolvida pela instituição será um grande diferencial para a formação acadêmica dos nossos alunos. A Trilha Empreendedora busca fornecer para os estudantes mais do que conteúdo, e sim o desenvolvimento de capacidades que a Indústria 4.0 tanto exige dos profissionais na atualidade. Além disso, visa promover atitudes empreendedoras como a iniciativa, inovação e resiliência”, esclarece Beatriz.

Para colocar o projeto em prática, o UDF realizou treinamentos e workshops com cerca de 150 professores, que também receberam um kit de apoio pedagógico com um jogo de tabuleiro e um baralho, nos quais constam as competências, os resultados de aprendizagem, os estágios de evolução, todos os elementos necessários em formato físico para que, de uma forma lúdica, eles possam orientar os alunos.

Leia também:

Faculdades adotam modelo de ensino dual

Raciocínio lógico e capacidade de interpretação passam a integrar processo seletivo

Artigos relacionados

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN