Contratação de enfermeiros cresce mais de 50%

Levantamento do Quero Bolsa analisou os seis primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, saldo entre admissões e demissões foi 155% maior em comparação a 2019

SHARE
, / 0

A pandemia da covid-19 fez com que os esforços e investimentos na área da saúde tivessem que aumentar muito. As admissões de novos profissionais no setor refletem isso, tanto que o número de contratações de enfermeiros e enfermeiras com ensino superior, uma das carreiras que estão na linha de frente no combate a pandemia, nos seis primeiros meses de 2020, foi 50,73% maior que em relação ao mesmo período do ano passado. 

Leia: OMS adverte: vai ter um apagão de enfermeiros no mundo

enfermeiros
Foto: Envato Elements

Se olharmos para o saldo entre contratações e demissões (criação efetiva de novos postos de trabalho), essa diferença sobe para 155,3%. Os números foram levantados pelo Quero Bolsa, plataforma de vagas e bolsas de estudo no ensino superior, utilizando os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). 

Cenário

Nos seis primeiros meses de 2019, foram contratados 24.743 enfermeiros e demitidos outros 18.561, com um saldo de 6.182. Já no mesmo período de 2020, esses números subiram para 37.296 contratações, 21.513 demissões e saldo de 15.783 postos de trabalho criados. Além disso, o salário também aumentou um pouco. As contratações em 2019 tiveram remuneração média de R$ 3.311,88, enquanto, em 2020, esse número subiu para R$ 3.452,91, alta de 4,3%. A inflação no período (junho de 2019 a junho de 2020), segundo o IPCA, foi de 2,14%.

Leia: Mulheres cientistas narram os desafios que já enfrentaram na área

Outras profissões na área da saúde também aumentaram a geração de postos de trabalho

Além da carreira de enfermagem, outras profissões na área da saúde também aumentaram o volume de contratações e de geração de postos de trabalho, nos seis primeiros meses do ano. Confira:

  • Enfermeiro de terapia intensiva – 100 contratações e 1 de saldo, em 2019, 329 contratações e saldo de 228, em 2020;
  • Fisioterapeuta geral – 5.017 contratações e 1.457 de saldo, em 2019, 7.798 contratações e 3.237 de saldo, em 2020;
  • Médico clínico – 5.421 contratações e saldo negativo de 256, em 2019, 7.001 contratações e 2.001 de saldo, em 2020; 
  • Médico da estratégia de saúde da família – 549 contratações e saldo negativo de 40, em 2019, 677 contratações e 177 de saldo, em 2020; 
  • Médico generalista – 243 contratações e saldo negativo de 26, em 2019, 388 contratações e 178 de saldo, em 2020.

Leia também:

Ensino remoto: o planejamento das aulas é, mais do que nunca, uma necessidade

322 mil alunos podem não ingressar no ensino superior em 2021

Artigos relacionados

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN