my site my site my site

Novas experiências e maior conexão com o mercado

Liderança, inovação e empreendedorismo formam a base do novo modelo acadêmico da Unicesumar, que desenvolve um modelo pedagógico diferenciado

SHARE
,
mercado - Unicesumar
Foto: Envato Elements

Qual o futuro da educação diante das novas tecnologias? Quais as inovações possíveis para o ensino superior e como isso impacta na sociedade? A UniCesumar responde essas perguntas com um novo modelo educacional preparatório para as demandas de mercado, que será implantado nos campi presenciais em 2022.

Leia: Faculdade com jeito de startup

Essa nova proposta de aprendizagem começou a ser construída em 2020 e conta com o apoio do Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey (Tec Monterrey), uma das melhores universidades da América Latina e referência mundial na implementação de tecnologia e inovação acadêmica.  A partir desse novo modelo, os alunos da UniCesumar estarão preparados para serem agentes de mudança da sociedade, prontos para resolverem os desafios das profissões e acompanharem as tendências e necessidades do mercado.

Para construir esse modelo pedagógico a UniCesumar fez reuniões com a equipe acadêmica, profissionais do setor de educação, alunos, egressos, empresários, pais e representantes da sociedade, debatendo as transformações da comunidade, necessidades, tendências e inovações para o ensino superior.  Por meio desses encontros, estão sendo definidos os componentes do novo modelo de aprendizagem, que propõe experiências significativas aos estudantes, personalização do aprendizado – respeitando a singularidade de cada profissão – e o desenvolvimento de projetos práticos que vão gerar desafios e reforçar o pertencimento à comunidade acadêmica.

Constante busca por inovação

O reitor, professor Wilson de Matos Silva, ressalta que a instituição sempre manteve o espírito inovador em 30 anos de existência. “Até o momento foram 120 mil profissionais formados na instituição, que se pauta na responsabilidade junto aos alunos. Estamos sempre em busca da inovação, pois quem não quer aprender não tem autoridade para ensinar”, sinaliza.

Para o vice-reitor, Wilson Matos Filho, a construção de um novo modelo pedagógico vem ao encontro da necessidade de gerar respostas às mudanças que a sociedade está enfrentando e que foi potencializada pela pandemia. “Estamos criando uma nova visão, que é inspiradora baseada em liderança, inovação e empreendedorismo. É um momento histórico”, ressaltou.

A pró-reitora executiva de ensino presencial, Andrea Borim, destaca que os professores têm papel fundamental neste processo, atuando como facilitadores do ensino. Além disso, reforça que as novas tecnologias educativas, a infraestrutura de ponta com espaços diferenciados e processos ágeis auxiliarão na construção do profissional agente de mudança. “Os alunos vão começar a absorver o mercado a partir da universidade. Eles não serão coadjuvantes, mas atores que vão dividir o protagonismo com o professor. Quem ingressar na instituição a partir de janeiro de 2022 já vai encontrar esse novo modelo inovador, em que a teoria necessária será aplicada diretamente no desenvolvimento de uma startup, de uma empresa”.

Vivência do aluno

O diretor de Inovação Acadêmica, Fábio Reis, é um dos mais entusiasmados com a construção do novo modelo de aprendizagem. “Em suma, o desafio é manter a tradição construída nos últimos trinta anos, sem deixar de se transformar na universidade inovadora, tecnológica, sempre a serviço da comunidade e contemporânea às necessidades do século 21. Os alunos vão experimentar tudo aquilo que fazem, uma vivência memorável que passa pelo engajamento, pelo aprender e o saber fazer”. 

Com a nova proposta, o aluno assume postura mais ativa na construção do próprio aprendizado, o que significa que estará mais atento e no controle das decisões: preparado para se adaptar às mudanças e atualizações contínuas. Com isso, desenvolverá da melhor maneira suas habilidades, o que vai refletir positivamente em seu ambiente.

Leia também:

A difícil busca da sustentabilidade

A quantas anda a curricularização da extensão por aí?

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN