Como ampliar a diversidade nas universidades de elite dos EUA

Estudo sugere alternativas para abrir as portas das instituições de ensino superior de elite a uma parcela maior dos americanos

SHARE
, / 2

As universidades de maior prestígio nos Estados Unidos, grupo ao qual pertencem Harvard, Stanford, Brown, MIT, Princeton (foto), entre outras, oferecem aos filhos de seus egressos um bônus de até 160 pontos no exame de admissão ao ensino superior, o SAT. Consequentemente, são os jovens de famílias abastadas que compõem a maior parcela dos estudantes destas instituições.

Leia: Declínio de matrículas nos EUA leva instituições de ensino a inovar

Se a mesma vantagem fosse dada aos alunos de classe média que têm a mesma pontuação dos alunos ricos, a participação dos primeiros subiria de 28% para 38%. A representatividade dos estudantes pobres também teria um incremento de 4% para 12% nas universidades. Fazer uma mudança nas atuais regras de admissão ajudará a tornar essas escolas mais diversas, apontaram os autores de um estudo publicado no periódico Quarterly Journal of Economics.

universidades de elite EUA
Foto: Shutterstock

Leia também:

Movimento pede a descolonização dos currículos

Coronavírus no ensino superior: o que fazer com as aulas

Artigos relacionados

<

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN