Aprendizagem baseada em projetos: o aluno no centro da abordagem

Metodologia motiva estudantes a aplicarem conhecimentos e habilidades de forma interdisciplinar na resolução de problemas da vida real

SHARE
,

Por Luiz Alexandre Castanha*: Aprendizagem Baseada em Projetos (Project-Based Learning, na sigla em inglês) é uma metodologia que dá aos alunos a oportunidade de desenvolver conhecimentos e habilidades por meio de projetos envolventes em torno de desafios e problemas que eles podem enfrentar no mundo real.

As abordagens de ensino têm sido aprimoradas no decorrer dos anos. Essa disrupção precisa ser acelerada ainda mais no ensino corporativo, tornando-o leve e prazeroso tanto para quem repassa as informações quanto para quem recebe.

Leia: A proficiência perfeita é necessária para dar uma boa aula em inglês?

Nessa jornada, principalmente em cursos e conteúdos a distância, recursos como gamificação, quizzes, realidade aumentada e virtual são utilizados com sucesso. É necessário ir além das abordagens acadêmicas tradicionais onde se utiliza a aprendizagem mecânica e exames. Chega de lidar apenas com conteúdos teóricos, memorização das aprendizagens e realização de exames.

O caminho que pode ser tomado é o de oferecer abordagens mais pragmáticas de aprendizagem. E um desses métodos modernos é o Aprendizado Baseado em Projetos. Na prática, instituições de renome mundial como Harvard já usam o método em seus cursos de graduação. A Fundação Bill e Melinda Gates costuma incentivar a utilização da metodologia em escolas dos Estados Unidos. Na Europa também é comum haver o financiamento de projetos em todos os estágios de aprendizagem.

É uma revolução em relação ao que é proposto na estrutura cognitiva de outros métodos. Ela se inicia com a criação e termina com a lembrança de aspectos e habilidades importantes. Como então essa metodologia é capaz de revolucionar a aprendizagem? Confira a seguir:

Construindo soluções

A Aprendizagem Baseada em Projetos começa com o plano e a construção de soluções que visam resolver os problemas da vida real, com os alunos motivados a criar um modelo que seja a resolução de uma dificuldade enfrentada realmente.

aprendizagem baseada em projetos

Avaliando a viabilidade

Essa metodologia também treina professores e tutores para, juntos dos alunos, testarem a viabilidade do modelo construído – essa é a técnica de avaliação da segunda fase. Ela prega que os alunos avaliem a viabilidade, a examinando de acordo com a solução do problema real.

Examinação

Quando a avaliação é feita, os alunos são motivados a avaliar com atenção os projetos até atingirem o objetivo. Isso propõe que os alunos dividam as etapas e funções e se concentrem em alcança-lo.

Funcionalidade em outras áreas

A quarta etapa das técnicas de Aprendizagem Baseada em Projetos é explorar a funcionalidade do plano e colocá-lo em prática, mesmo em um objetivo diferente do original.

Reconhecendo os elementos multidisciplinares

No quinto estágio, os facilitadores e os alunos juntos reconhecem todos os elementos multidisciplinares que foram utilizados. É quando os tutores conscientizam os estudantes sobre diferentes habilidades e disciplinas utilizadas. Por exemplo, ao construir uma ponte, os conceitos de engenharia, bem como os físicos e arquitetônicos, são levados em consideração.

Leia: Para sobreviver com qualidade, faculdades precisam consolidar cultura empreendedora. Como fazer isso?

O sexto e último estágio dessa metodologia é perceber as conclusões importantes e significativas do modelo que eles construíram. É aqui que os alunos se lembram do que aprenderam e das habilidades que desenvolveram.

Alguns modelos mais antigos mostram uma hierarquia de aprendizagem. Mas, na realidade, não há um estágio de aprendizagem que esteja abaixo ou acima dos outros. Cada aluno tem uma mente dinâmica e a Aprendizagem Baseada em Projetos é pensada para manter os alunos no centro da abordagem, o que garante que eles adquiram conhecimento e habilidades pragmáticas em vez de apenas conceitos teóricos.

Você já tinha pensado em colocar esses conceitos em prática dessa maneira?

*Luiz Alexandre Castanha é administrador de empresas com especialização em gestão de conhecimento e storytelling aplicado à educação, atua em cargos executivos na área de educação há mais de 10 anos e é especialista em gestão de conhecimento e tecnologias educacionais. 

Leia também:

Ex-ministro da Educação critica: Brasil é um país apaixonado pela abstração

Brasil é o que mais desacredita nas habilidades de seus profissionais

Artigos relacionados

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN