IES têm rede de compras colaborativa

Iniciativa tende a ajudar, principalmente, as pequenas e médias instituições de ensino e é uma resposta ao sucesso das redes de cooperação criadas pelo Semesp

SHARE
,

As instituições de ensino superior têm até 26 de abril para fazerem parte de uma central de compras exclusiva para IES com mentoria inclusa. Lançada nesta quinta-feira, 22, pelo e com investimento do Semesp, a iniciativa consolida o projeto das redes de cooperação entre faculdades, iniciado em 2016, e que após cinco anos de amadurecimento em relação a ações colaborativas, conta hoje com mais de 200 participantes e ganha ainda mais força com essa central.

Contudo, para surfar na nova iniciativa, as IES precisam ser associadas ao Semesp e estarem vinculadas a uma das redes de cooperação da entidade. Para mais informações, enviar um e-mail para redes@semesp.org.br.

João Otávio Bastos Junqueira, da Unifeob, de São João da Boa Vista, um entusiasta e estudioso de redes de cooperação, disse no evento online de lançamento, que essa central de compras pode ajudar a resolver as dificuldades que as pequenas e médias instituições enfrentam pela mudança no mercado, acentuadas pela pandemia. Hoje as redes de cooperação já trazem ganhos para os participantes.

Leia: Três dicas para fortalecer as redes de cooperação

redes de cooperação
Foto: Envato Elements

Aquecimento em etapas

O lançamento da central de compras, cinco anos depois do aparecimento da primeira rede de cooperação do Semesp tem uma razão: existe amadurecimento e confiança entre os participantes, acentuou Rodrigo Capelato, diretor executivo do Semesp. “Aliança estratégica não começa pelas compras”, disse.

O professor da Unisinos e pesquisador do tema, Douglas Wegner, afirmou que hoje devem existir no Brasil entre 500 a 800 redes de cooperação. E que o movimento no Brasil se iniciou há 21 anos, incentivado pelo governo do Rio Grande do Sul.

“Na Europa a rede de cooperação é uma realidade há décadas. E já faz parte do negócio”, reforçou Douglas Wegner.

Leia também:

Redes de cooperação, já pegou e chega ao Conselho Nacional de Educação

Mulher mais rica do mundo doa US$ 4 bi para faculdades e ONGS

Artigos relacionados

Comentários

comentários

 youjizz

best replica watches

  blog.aidol.asia youngteens.net a-coon.com

PASSWORD RESET

LOG IN